local 1

Pia Sundhage classifica escândalo de assédio sexual na CBF como "muito sério"

Por CABN em 10/06/2021 às 15:08:01

Treinadora da seleção brasileira feminina, Pia Sundhage não ficou em cima do muro ao ser questionada sobre as acusações de assédio sexual e moral envolvendo o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Rogério Caboclo, na manhã desta quinta-feira, 10. Em entrevista coletiva, realizada na cidade San Pedro del Pinar, na Espanha, na véspera do amistoso contra a Rússia, a técnica sueca tratou o escândalo como grave. “É muito sério. Eu gostaria de poder explicar isso em sueco, já que inglês não é a minha língua materna, e nesse caso as palavras são muito importantes. Você pode ter sua opinião pessoal, conversamos com as atletas, informamos as atletas, todas têm opinião. E cada uma de nós tem que ter responsabilidade sobre as suas respostas”, afirmou.

Na primeira entrevista organizada pela CBF após o caso vir à tona, apenas Pia Sundhage participou. As jogadoras da seleção não se pronunciaram publicamente sobre o caso desde o início dos treinos na Espanha, na terça-feira, 8. A técnica também mostrou preocupação com a influência do episódio na preparação para os Jogos Olímpicos de Tóquio. “Estamos nos aproximando das Olimpíadas. Fomos um pouco abarrotadas por toda essa situação, e acho que é importante voltarmos o foco para o campo”, comentou Sundhage. treinadora. Já na próxima segunda-feira, a equipe brasileira joga contra o Canadá, também em Cartagena. Esta é a última Data Fifa antes da disputa da Olimpíada.

Fonte: JP

Comunicar erro
local 2

Comentários

local 3