local 1

Hotel na Alemanha é acusado de antissemitismo após pedir que hóspede judeu tire colar com estrela de Davi

Por Cabn em 06/10/2021 às 17:11:12
Cantor Gil Ofarim acusa um funcionário do estabelecimento de pedir que ele retirasse o colar para poder fazer o check-in. 'Ato hostil antissemita', diz presidente de conselho judeu alemão. Gil Ofarim, cantor alemão, fala após sofrer preconceito antissemita em hotel na Alemanha, em vídeo postado na terça (5) no Instagram

Gil Ofarim/Reprodução/Instagram

O músico judeu Gil Ofarim acusou um hotel em Leipzig, no leste da Alemanha, de ter impedido sua entrada no estabelecimento por usar no pescoço um colar com a estrela de Davi — um dos símbolos do judaísmo. O caso, que gerou comoção na comunidade judaica alemã, levou à abertura de uma investigação nesta quarta-feira (6).

LEIA TAMBÉM:

Liberais e verdes sinalizam que vão formar governo com sociais-democratas na Alemanha

O fantasma antissemita de volta à Alemanha

O que são sionismo, judaísmo e antissemitismo?

O cantor e guitarrista compartilhou um vídeo no Instagram na terça-feira em que aparece em frente ao hotel Westin de Leipzig, onde teria ocorrido o caso. Na gravação, Ofarim diz que aguardava na fila da recepção a vez de ser chamado para fazer o check-in, ou seja, para confirmar a entrada no estabelecimento. Aí, segundo ele, os funcionários passaram outras pessoas à frente.

"O que está acontecendo? Por que todos estão sendo chamados antes de mim?", perguntou. "Aí alguém gritou de um canto: 'tire a sua estrela'", relata o músico.

VÍDEO: Especialista alerta sobre antissemitismo no mundo

GloboNews Internacional: especialista faz alerta sobre nova onda de antissemitismo

A promotoria de Leipzig disse às agências AFP e Deutsche Welle que estão apurando o caso. O cantor não decidiu se vai processar o hotel ou o funcionário que teria feito esse pedido. Na noite de terça, houve protestos em frente ao estabelecimento — cerca de 600 pessoas compareceram ao ato, segundo o jornal "Leipziger Zeitung".

O hotel Westin disse levar o caso "muito a sério" e informou a suspensão, enquanto as investigações durarem, de dois trabalhadores supostamente envolvidos no incidente, de acordo com um porta-voz do grupo hoteleiro Marriott International entrevistado pela AFP.

O funcionário do hotel acusado pelo cantor, do outro lado, também apresentou queixa por difamação e ameaças, informou a Promotoria, que prometeu investigar todas as denúncias.

'Ato antissemita'

Gil Ofarim, de 39 anos, conhecido na Alemanha por participar da versão alemã do reality The Voice, disse em entrevista à Bild TV que o incidente foi "a gota d'água", e que ele já havia sido vítima de "xenofobia e racismo".

O presidente do Conselho Central dos Judeus da Alemanha, Josef Schuster, descreveu como "horrível" este "ato hostil de caráter antissemita", enquanto o comissário para o antissemitismo do governo, Felix Klein, disse estar "consternado".

Fonte: G1

Comunicar erro
local 2

Comentários

local 3